terça-feira, 1 março, 2016

Petróleo: Deputado pede comissão na Alba para audiência com ministro Jaques Wagner

Preocupado com a possibilidade de interrupção da procura por petróleo nos campos baianos e pela desaceleração dos investimentos da Petrobrasdeputado estadual Alex Lima (PTN) solicitou a formação de uma comissão em nome da Assembleia Legislativa da Bahia para ir a Brasília debater o assunto. Sabemos que isso afetará a nossa economia e causará o desemprego de muitos baianos. Por isso, peço a presidência da Casa para agendar uma comissão de deputados que posso ir ao ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, ao presidente da Petrobras para expor nossa preocupação e sensibilizar a presidente Dilma Rousseff”, disse o deputado durante sessão, ressaltando a importância de despersonalizar a causa. “EstCasa não pode silenciar, pois independente da posição política, a prioridade é o Estado da Bahia. Não vou abrir mão de protestar e encontrar um solução para esse problema. Peço ajuda aos colegas de parlamento, pois a luta não pode ser personalizada e sim do poder legislativo do Estado”, defendeu o parlamentar.

Durante sessão, Alex Lima ainda lembrou a presença da Agência Nacional do Petróleo (ANP) na Comissão de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa, para esclarecer metodologias de cálculos para distribuição dos royalties no estado explicar a produtividade na Bahia. “Ano passado, na Comissão de Orçamento, técnicos da ANP disseram que a queda dos royalties era por conta do baixo preço, mas que a produtividade da Bahia, se mantinha estável. Para nossa tristeza tivemos a triste noticia da desaceleração dos investimentos, justamente, neste momento delicado da economia. A Bahia não pode e não deve se calar sobre essa injustiça”, ressaltou.

Os cortes fazem parte do programa de redução de investimento em R$ 7 bilhões apenas em 2016. Atualmente, de acordo com dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a Petrobras atua em 37 blocos exploratórios no estado da Bahia, sendo que a produção média no Estado já chegou a superar os 40 mil barris diários. “A Bahia foi berço do descobrimento do petróleo no Brasil e não pode pagar esse preço. Não podemos saber que muitos baianos ficarão desempregados e não tentar reverter essa situação”, disse Alex Lima, presidente da Comissão de Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle da Assembleia Legislativa.

Publique o seu comentário

Contato

Palacio Dep. Luis Eduardo Magalhães 1a avenida, Prédio Anexo, gab. 202, Wilson Lins - CEP: 41.745-001 CAB, Salvador/BA.

(71) 3115-7281

alexlima@alba.ba.gov.br