quinta-feira, 1 outubro, 2015

Abaeté será revitalizado

Um dos pontos turísticos mais bonitos de Salvador, o Parque do Abaeté, em Itapuã, deve passar por obras de revitalização a partir do mês de setembro. Nos últimos anos, o local sofreu com o abandono, a violência e a conseqüente queda do número de turistas. O intuito é de recolocar a região no roteiro de turismo da cidade, atraindo novamente um número maior de visitantes de fora do estado e moradores.

Segundo a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder), o projeto desenvolvido pelo órgão contempla a reforma da área externa e dos equipamentos existentes, como quiosque, centro comercial e sanitários, e a implantação de uma estação elevatória que irá garantir o esgotamento sanitário da área, além da recuperação ambiental.

A Companhia informou ainda que está adotando as medidas necessárias para a realização de um novo processo licitatório que irá indicar a empresa que ficará responsável pela execução dos serviços. O investimento previsto nas obras deve ficar em torno de R$ 1,6 milhão, entre verba federal e contrapartida do Governo do Estado. A expectativa dos que trabalham no local é de que, a partir disso, eventos culturais e turísticos sejam novamente realizados na região.

Outra demanda dos permissionários foi com relação à segurança. Segundo eles, apesar do número de assaltos ter diminuído nos últimos meses, algumas reivindicações ainda não foram atendidas. “Já existem dois quadricíclos que atuam na região das dunas, o que já ajuda bastante. Mas também pedimos a Polícia que instale uma unidade móvel aqui no Parque, para ajudar não só na nossa segurança como também a dos turistas”, disse a presidente da Associação dos Comerciantes, Ambulantes, e Baianas de Acarajé, Neucy Pereira.

Segundo ela, o parque vem sofrendo com o abandono dos últimos anos e vê com grande expectativa a revitalização. “Não só o parque, como também a Lagoa é um dos pontos mais bonitos de Salvador. A gente espera que o governo olhe cada vez mais para este lado aqui e não deixe esse ponto turístico morrer. Mas acredito que, depois dessa reunião, as coisas vão começar a andar”, contou.

Para os permissionários, as obras e melhorias devem trazer novamente, ao Parque do Abaeté, àquele clima de tranquilidade que reinava no local há alguns anos. Dono do restaurante Xodó do Abaeté, especialista há mais de 20 anos, Nilson Souza, espera que o movimento volte a ser o que já foi um dia. “Nossa preocupação eram os assaltos e isso espantava os turistas. Agora, além do policiamento, temos um grupo de seguranças patrimoniais. Queremos ver, logo, às famílias freqüentando a região”, falou.

De fato, pelo menos inicialmente, é possível perceber algumas mudanças. Apesar do mato alto em algumas partes do parque, equipes realizavam trabalhos manutenção da região. Alguns metros mais a frente, casais de namorados aproveitavam tranquilamente a sombra de uma árvore. Já próximo a lagoa, moradores e turistas tiravam fotos e aproveitava o dia de sol. No entanto, aproveitando a casinha do parquinho infantil, um morador de rua descansava ao lado de dois cachorros.

A beleza do Abaeté foi o que chamou a atenção da gaúcha, Sandra Datsch, quando ela visitou o local pela primeira vez, há 22 anos, quando o Parque ainda passava por reformas no início dos anos 1990. Depois disso, ela não teve dúvidas e logo se mudou para Salvador, onde hoje é dona de uma loja que vende lembranças como camisetas e outros itens. “Quando cheguei, fiquei encantada. Esse lugar é muito especial, pois meus filhos cresceram aqui, brincando nas dunas. Penso que o Abaeté tem uma função social, afinal, são os muitos que vivem aqui e precisam do Parque para sobreviver. Dos lugares de beleza natural que já conheci, o Abaeté é sem dúvida o mais bonito. Só aqui você tem aquela paz e serenidade. Os baianos deveriam dar mais valor a esse espaço”, comentou.

Fonte: Tribuna

Publique o seu comentário

Contato

Palacio Dep. Luis Eduardo Magalhães 1a avenida, Prédio Anexo, gab. 202, Wilson Lins - CEP: 41.745-001 CAB, Salvador/BA.

(71) 3115-7281

alexlima@alba.ba.gov.br